segunda-feira, 30 de abril de 2012

AQUILEGIA ( AQUILÉGIA, ERVA-POMBINHA)


Quem diria que de uma herbácea tão rústica nasceriam flores tão graciosas e elegantes!


Da família "ranunculaceae", há dezenas de variedades de aquilégias com flores brancas, azuis, rosa ou amarelas. As nossas são rosadas, como se vê. Começaram a florir na semana finda e, em princípio, renovarão a floração até Julho.


Já não me recordo ao certo como é que entraram no jardim, talvez por dádiva. As nossas reproduzem-se agora espontâneamente. Também se poderia recolher as sementes e semear na primavera para florirem no ano seguinte. Gostam de sol ou da meia sombra. No inverno suportam bem os frios.


A flor do tipo de um sininho, pende da extremidade de um alto caule e compõe-se de cinco sépalas lanceoladas (muito parecidas com pétalas) e cinco pétalas ( a que correspondem cinco nectários) com um esporão curvo atrás. Repare-se bem na graciosidade do esporão nesta e na segunda das fotos. As sépalas estão inseridas entre as pétalas. Atenção: as aquilégias são tóxicas. A seiva pode causar queimaduras se esfregada na pele.

A primeira foto é de 26 e as restantes de 28 de Abril de 2012, no jardim.

Sem comentários:

Publicar um comentário