sexta-feira, 20 de julho de 2012

BETA (BETERRABA VERMELHA)


Este ano também experimentei semear beterraba vermelha um legume cujo caule e mais especificamente o colo da planta é muito apreciado na maior parte dos países da Europa. Noutros anos já tinha ensaiado a beterraba amarela com sucesso. Já concluíra que a meia sombra lhe convinha. Desta vez quis que as culturas estivessem perto da primeira boca de água à saída do poço e escolhi para a sementeira uma exposição a pleno sol. Semeei em 30 de Abril. Fui regando a crivo até ver aparecerem as plantinhas. Mondei, repiquei, reguei. E estamos colhendo.


A semente só vingara em parte. Não sei ao certo qual o contributo da passarada para esse relativo insucesso. Ainda assim, tivemos um razoável canteiro de lindas beterrabas. Até agora apenas as provámos em saladas sendo certo que a aplicação mais vulgarizada é a da cozedura. Mas não sei até que ponto a cozedura lhe retira a maior parte de vitamina C de que se diz ser muito rica. No próximo ano quero fazer um cultivo da beterraba de mesa bem mais cuidado. Em primeiro lugar terei de separar semente a semente e controlar melhor o intervalo entre sementes que não há-de ser inferior a cinco centímetros. Hei-de cobrir a sementeira com rede ou com túnel baixo. Também quero crer que o sistema de rega mais adequado é o gota-a-gota. A rega de pé arrasta a superfície do solo e põe rapidamente a nu os caules subterrâneos.


Fotos de Julho e Maio de 2012, na horta.

Sem comentários:

Publicar um comentário